UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Petrobras vai pagar R$ 3,4 bi para encerrar investigações sobre corrupção nos EUA


27/09/2018

 

Empresa enfrenta ainda processo movido por investidores no Brasil e uma ação na Holanda

 

A Petrobras vai pagar multa de US$ 853 milhões (R$ 3,4 bilhões ao câmbio atual) para encerrar investigações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre os crimes de corrupção descobertos pela Operação Lava Jato, segundo acordo anunciado nesta quinta (27) pela estatal.

 

A companhia foi multada também em US$ 933 milhões (R$ 3,8 bilhões) pela SEC, o xerife do mercado de ações americano, mas o valor foi descontado de acordo feito com investidores no início do ano, quando a empresa desembolsou US$ 2,9 bilhões (cerca de R$ 10 bilhões) para encerrar ação coletiva movida por detentores de ações na bolsa de Nova York.

 

"Os acordos atendem aos melhores interesses da Petrobras e seus acionistas e põem fim a incertezas, ônus e custos associados a potenciais litígios nos Estados Unidos", afirmou a companhia, em comunicado a investidores divulgado nesta quinta.

 

Com o acerto, a estatal encerra disputas relacionadas ao esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato nos Estados Unidos. A empresa enfrenta ainda um processo de arbitragem movido por investidores no Brasil e uma ação coletiva na Holanda.

 

O acordo com o Departamento de Justiça prevê o pagamento de 10% do valor total a cada autoridade norte-americana. Os 80% restantes vão compor um fundo para programas sociais e educacionais voltados à promoção da transparência, cidadania e conformidade no setor público, monitorado pelo Ministério Público Federal.

 

A Petrobras vinha sendo investigada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos desde 2014, quando veio à tona o esquema de corrupção. Segundo a estatal, o acordo reconhece que a empresa foi vítima do esquema e afasta a possibilidade de ações criminais na Justiça daquele país. 

 

"Pelo acordo, o DoJ [Departamento de Justiça] também reconhece a situação de vítima da Petrobras deste esquema de corrupção e a SEC reconhece a atuação da companhia como assistente de acusação em mais de 50 ações penais no Brasil), disse a empresa. Até agora, a Petrobras recuperou R$ 2,5 bilhões como ressarcimento por perdas causadas pela corrupção.

 

Com o acordo, encerram-se os processos nos Estados Unidos envolvendo os crimes da Lava Jato.

 

No início do ano, a companhia anunciou o pagamento de US$ 2,9 bilhões (R$ 10 bilhões, na cotação da época) para por fim a ação coletiva movida por investidores que compraram papeis da companhia na bolsa de Nova York.

 

A Petrobras vai reconhecer provisão de R$ 3,6 bilhões em seu balanço do terceiro trimestre para pagar a multa e tributos relacionados. Os desembolsos, porém, serão feitos ao longo de um ano.

 

A Odebrecht e a Braskem também já foram multadas pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos em acordos para evitar processos relacionados à Lava Jato. A Odebrecht, que reconheceu ter pago propinas em troca de contratos, teve multa de US$ 2,6 bilhões (R$ 10,5 bilhões pela cotação atual). A Braskem pagou US$ 632 milhões (R$ 2,5 bilhões).

 

Fonte: Folha de SP

 




logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.