UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Paulo Guedes estuda cláusulas de aperfeiçoamento para o teto de gastos


30/11/2018

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, estuda a adoção de cláusulas que aperfeiçoem o mecanismo de teto de gastos, determinação constitucional que limita as despesas da União.

 

A ideia é encontrar maneiras de desvincular receitas e de reinterpretar formas de cumprir o dispositivo constitucional –dentro dos parâmetros legais. “Sempre pensando no aspecto fiscal, ou seja, para controlar as contas públicas”, diz Guedes quando indagado como seriam essas novas cláusulas.

 

O economista reforça sempre aos seus interlocutores que a intenção não é flexibilizar a regra da qual é defensor, mas garantir seu cumprimento. A preocupação se deve à possibilidade do descumprimento da medida já em 2019. O Orçamento para o próximo ano estima que 93% das despesas do governo serão obrigatórias.

 

Os estudos sobre novas cláusulas para o teto dos gastos, entretanto, não são prioridade da equipe econômica do presidente eleito, Jair Bolsonaro. O grupo prioriza reformas como Previdência e Tributária para intensificar o ajuste fiscal e melhorar o ambiente de negócios.

 

O ministro afirmou que a forma como as reformas serão feitas só será divulgada a partir de janeiro de 2019, quando sua equipe já estiver no comando do país.

 

Outro foco de do time de Paulo Guedes é privatizar e desimobilizar ativos da União. Segundo cálculos recebidos nesta semana, as empresas estatais valem R$ 802 bilhões a preços de hoje. E os ativos (imóveis e participação acionária do governo em empresas diversas) equivaleriam uma cifra também próxima de R$ 800 bilhões.

 

Fonte: Poder 360




logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.