UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Exemplo de organização do SIEMACO-SP inspira jovens sindicalistas em encontro da UNI Américas, na Colômbia


04/11/2019

Jovens de vários países latinos, entre eles Bahamas, Chile, Colômbia, Argentina, Uruguai, Brasil e República Dominicana, participaram, entre os dias 30 de outubro e 01 de novembro, em Bogotá, capital colombiana, do terceiro Fórum de Sindicalização e Estratégias de Organização da UNI Américas Juventude. O SIEMACO São Paulo participou com sua diretora e Secretária Estadual de Juventude da UGT-SP, Daniela Sousa.

Um dos pontos principais abordados pela representante do SIEMACO-SP foi o Projeto Semáforo, que controla filiações, visitas e fiscalizações da equipe sindical, tornando-se referência de organização sindical premiada internacionalmente. "Hoje, num universo de cerca de 100 mil representados pelo nosso sindicato, temos 50% de filiados, mesmo com uma alta rotatividade dos setores de Asseio e Conservação e Limpeza Urbana. A organização e o trabalho contínuo foram essenciais para que o projeto tomasse corpo e fossemos respeitados pela categoria. Hoje, levamos esses exemplo para outros sindicatos e em vários países, pois acreditamos que é preciso dividir conhecimento para que o sindicalismo cresça e se fortaleça globalmente", disse Daniela.

O objetivo do fórum é dar continuidade ao processo de formação de jovens dirigentes sindicais, além de avaliar a situação política em cada região e os efeitos sobre as relações de trabalho e ao processo organizativo dos trabalhadores.

A Colômbia, países sede do evento, se difere das demais nações na região na intensidade da repressão à organização dos trabalhadores, por isso foi escolhido para o encontro. Um país com altos índices de assassinatos de dirigentes sindicais e de líderes sociais, e com fortes ataques ao direito de organização ferindo resoluções e recomendações da ONU e da OIT. O direito à organização sindical é um direito humano e fundamental para a garantia da paz social e da democracia. A comunidade internacional tem intensificado nos últimos anos a pressão sobre o Estado Colombiano para que se conduza e cumpra o Acordo de Paz e também para que garanta liberdade sindical.

Não à toa, a taxa de sindicalização na Colômbia é de 5%, uma das menores do continente americano. Há indícios claros de que quanto menor a taxa de sindicalização, maior a desigualdade social do país, e pior são as condições de trabalho. "Sindicatos fortes e atuantes são fundamentais para garantir trabalho decente, condições de vida decente. Estar neste evento nos permitiu conhecer estratégias de organização em ambientes muito hostis aos trabalhadores e também nos motivou a seguir lutando por democracia e justiça social na América", concluiu a diretora do SIEMACO-SP. 

 

 




logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.