UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Polícia Rodoviária Federal para por falta de recursos


10/07/2017

A Polícia Rodoviária Federal divulgou  essa semana um comunicado avisando  que vai paralisar parte de suas atividades por falta de orçamento. No informe, a PRF diz que os limites impostos pelas restrições orçamentárias para aquisição de combustível, manutenção e diárias obrigou o órgão a decidir pela suspensão imediata das atividades aéreas de policiamento e resgate e, a partir dessa quinta-feira (6/7), do serviço de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais.

 

O presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Estado do Paraná (entidade filiada à União Geral dos Trabalhadores), Sidnei Nunes de Souza, alerta para o perigo que a precarização da estrutura policial rodoviária representa à população: “estamos no mês de férias escolares, quando um maior número de motoristas, menos habilidosos, sai às estradas. O governo está brincando com a vida humana”, diz Nunes.

O dirigente sindical  diz que não há mais recursos nem mesmo para a compra de combustível, pois somente no Paraná são consumidos, na média mensal, cerca de 60 mil litros de combustíveis. E o dinheiro dá para comprar apenas 16 mil litros. O pior ainda está por vir, denuncia o dirigente sindical, pois sem recursos, muitos postos de atendimento nas estradas deverão fechar.

 

A PRF também diz que fará a redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento, além do desativamento de unidades operacionais.

 

“Buscaremos diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais, priorizando atendimento de acidentes com vítimas, auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF e enfrentamento a ilícitos”, diz a nota.

 

“É um absurdo vivenciarmos esse descaso todo para com a vida dos brasileiros. O governo atenta à inteligência da população,  ao dizer que não tem mais recursos. Mas vemos milhões e milhões serem usados na compra de apoio parlamentar, por meio de emendas orçamentárias, repassados a deputados e senadores, para que aprovem projetos danosos aos trabalhadores, como a reforma da Previdência e a reforma trabalhista”, denuncia Nunes.

 

Ao final da nota divulgada, a PRF diz que está em tratativas com os ministérios da Justiça e do Planejamento para que se tenha uma “célere recomposição do orçamento e o restabelecimento dos serviços”.  “Enquanto isso, estamos convergindo todos os recursos que ainda nos restam para a prevenção de acidentes e cuidados nas rodovias, pois para nós Policiais Rodoviários Federais, a vida não tem preço”, finaliza Sidnei Nunes.

 

 


Categorizado em: Geral,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.