UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

UGT participa de evento internacional pela democracia


27/11/2017

Entre os dias 16 e 18 de novembro, foi realizada, em Montevidéu, no Uruguai, a Conferência Continental para a Democracia e contra o Neoliberalismo.

 

 O evento reuniu sindicalistas de 23 países, membros de 25 centrais afiliadas à CSA (Confederação Sindical de Trabalhadores das Américas), entre eles a União Geral dos Trabalhadores (UGT), representada por Sidnei de Paula Corral, secretário de Integração para as Américas; Regina Pessoti Zagretti, secretária da Mulher; Norton Jubelli Rodrigues, presidente em exercício da UGT-RS; Cícero Pereira da Silva, adjunto da Secretaria de Integração para as Américas; e sindicalistas da UGT-RS.

 

Segundo Sidnei de Paula Corral, a UGT, como entidade filiada à CSA, está junto a outras centrais sindicais e movimentos sociais de vários países presentes ao evento na busca pela ampliação do espaço para debates e ações necessárias para garantir os direitos sociais e laborais ameaçados. “Ao recuperarmos o processo de articulação que se deu na luta contra a ALCA, nosso objetivo é potencializar a mobilização para a defesa da democracia e da liberdade. A UGT se coloca contra a ofensiva neoliberal, que radicalizou sua agenda, pressionando por novos Tratados de Livre Comércio, que aprofundam nossa dependência e participação marginal na economia global, comprometendo nossos direitos e nossa soberania.”

 

A reunião começou com uma marcha pelas ruas de Montevidéu, convocada pela Central uruguaia PIT-CNT.

 

Na cerimônia de abertura, os quase 3 mil participantes ouviram uma mensagem enviada pelo ex-presidente brasileiro Lula, que destacou a importância da iniciativa dos movimentos sociais. Pepe Mujica, ex-presidente e senador do Uruguai, estava presente na Conferência.

 

Durante o evento, foram realizados debates e trocas de experiências sobre soberania das nações, integração dos povos, luta contra as transnacionais e o livre comércio, entre outros assuntos, todos com o objetivo de articular agendas unitárias para 2018 em defesa da democracia.

 

 Ao final, os trabalhadores convocaram os demais atores sociais do continente que não estavam presentes na Conferência para construírem uma estratégia conjunta de fortalecimento da mobilização popular em toda a região e já definiram sete momentos de luta.

 

A primeira ação proposta é o repúdio à Conferência Ministerial da OMC, que será realizada em Buenos Aires (Argentina), em dezembro de 2017.

 

As demais datas são em 2018: 8 de março (Dia Internacional da Mulher); Fórum Mundial Alternativo das Águas, que acontecerá em março, em Brasília; 1º de maio (Dia do Trabalhador); denunciar a realização da Conferência das Américas, que será realizada em Lima (Peru), em junho; a Conferência do G20, que será realizada no segundo semestre, na Argentina; e, entre 19 e 25 de novembro, mobilizações reivindicando os pontos da Declaração de Montevidéu, “como expressão da ação de nossos povos em Defesa da Democracia e contra o Neoliberalismo”.

 

Na ocasião, foi elaborada a Declaração de Montevidéu. Para acessá-la, clique aqui. 

https://seguimosenlucha.wordpress.com/2017/11/24/declaracao-final-do-encontro-jornada-continental-pela-democracia-e-contra-o-neoliberalismo/


Categorizado em: Geral,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.