UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Arrecadação soma R$ 155,62 bi em janeiro, a maior para o mês desde 2014


26/02/2018

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 155,619 bilhões em janeiro, um aumento real (já descontada a inflação) de 12,57% na comparação com o arrecadado em dezembro e de 10,12% ante janeiro de 2017. Esta é terceira alta real consecutiva e a maior para o mês de janeiro desde 2014.

 

Em janeiro do ano passado, a receita somou R$ 137,392 bilhões, alta real, descontada a inflação, de 0,79% na comparação com igual mês de 2016. Já em dezembro, o montante foi de R$ 137,84 bilhões, aumento real de 4,93% em relação ao mesmo mês de 2016. Ao descontar a inflação, as receitas em 2017 tiveram a primeira elevação desde 2013 (4,08%). No ano passado, o valor arrecadado foi de R$ 1,342 trilhão, um aumento real de 0,59% na comparação com 2016. O valor foi o maior em um ano desde 2015.

 

O especialista em contas públicas Fabio Klein, da Tendências Consultoria Integrada, lembra que, em outubro, a arrecadação só recuou em termos reais, por causa do impacto da receita com o programa de repatriação, elevando a base de comparação. "Retirando os efeitos da repatriação, desde agosto a arrecadação tem avanço real."

 

A retomada econômica em andamento e a sazonalidade favorável deram impulso para a arrecadação no mês passado, conforme economistas. Normalmente neste período há entrada de tributos como Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

 

A pesquisadora Vilma Pinto, do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), reforça ainda que a receita costuma ser mais elevada pois no período há tributação do décimo terceiro salário pago em dezembro.

 

Fonte: Estadão


Categorizado em: Geral,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.