UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Empresa terá de pagar R$ 914 mil à Prefeitura de SP por patinetes


06/06/2019

A Grow, empresa dona dos patinetes Yellow e Grin, vai precisar pagar R$ 914.737,27 para recuperar os 1.067 patinetes elétricos apreendidos pela Prefeitura de São Paulo desde a entrada em vigor de um decreto municipal provisório que regulamenta a utilização do equipamento na capital paulista, no dia 29 de maio. A Grow afirmou que não foi notificada sobre a multa.

 

De acordo com a Secretaria de Comunicação da gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB), para ter de volta cada patinete apreendido, a empresa terá de pagar R$ 819,81 referentes ao Documento de Arrecadação do Município de São Paulo (DAMSP).

 

Só o pagamento dessa taxa representará uma arrecadação de R$ 874.737,27 à Prefeitura. Além disso, a empresa ainda vai gastar mais R$ 20 mil por empresa (a Grow é uma companhia que controla duas empresas diferentes, a Yellow Soluções e Mobilidade Ltda e a Grin Mobilidade Ltda) por terem desrespeitado o decreto.

 

O valor devido para a liberação dos patinetes foi detalhado pela Secretaria da Comunicação após a GloboNews questionar se os equipamentos seriam devolvidos após o credenciamento da Grow junto à Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), anunciado na tarde desta quarta-feira (5).

 

Sobre isso, a Secom enviou a seguinte nota à reportagem:

"Para reaver as 1.067 patinetes apreendidas pela Secretaria Municipal de Subprefeituras, a empresa Grow deve recolher Documento de Arrecadação do Município de São Paulo (DAMSP), no valor de R$ 819,81, por patinete, conforme o artigo 160, da Lei 13.478/2002. E, R$ 20 mil, por empresa, como penalidade prevista no inciso I e II do artigo 11, do Decreto 58.750/2019.

 

Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, a empresa concluiu hoje (05/06) o credenciamento e, a partir de amanhã, pode operar com suas patinetes na cidade de São Paulo."

 

Três empresas credenciadas até agora

De acordo com a Prefeitura, três empresas apresentaram a documentação e estão credenciadas para operar o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos na cidade de São Paulo: FlipOn, Scoo e Grow.

 

As operadoras deverão seguir as exigências do Decreto 58.750, de 14 de maio de 2019, que traz as regras provisórias para o compartilhamento de patinetes. A fiscalização é responsabilidade dos agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), das subprefeituras e da Guarda Civil Metropolitana.

A Prefeitura informou que deve regulamentar o uso de patinetes, de maneira definitiva, em até 30 dias, com a participação das empresas que manifestaram interesse em operar o sistema, da sociedade civil e de outros representantes do mercado.

 

"Cabe ressaltar que as demais empresas do setor podem solicitar credenciamento junto à SMT. Elas terão documentação analisada e, caso cumpram todas as exigências do Decreto 58.750, serão credenciadas", informou a gestão Bruno Covas em nota.

 

Em entrevista à GloboNews, o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, afirmou que o foi a importante a Grow se credenciar, o que, segundo ele, mostra que a companhia está de acordo com o decreto publicado pela Prefeitura.

 

Fiscalização

Ainda de acordo com Caram, os agentes da CET, guardas-civis metropolitanos e fiscais das Subprefeituras vão fiscalizar e abordar os usuários de patinetes que estiverem nas calçadas. “Se alguém estiver na calçada, a empresa será autuada e vai repassar para o usuário. Não é difícil porque ela tem essa informação na base de dados dela”, disse.

 

Com relação ao uso do capacete, um dos pontos que causou discórdia entre empresa e Prefeitura, o secretário disse que a administração municipal não poderá fiscalizar esta norma porque existe uma decisão judicial que permite o uso do veículo sem o equipamento de proteção.

“Se a Justiça concordar que o capacete seja um equipamento obrigatório, como diz a resolução do Contran [Conselho Nacional de Trânsito], se eles concordarem, nós vamos voltar para ver de que forma vamos adaptar”, afirmou.

 

Fonte: G1

 

 


Categorizado em: Geral,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.