UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

UGT/SE, federações e sindicatos filiados permanecem mobilizados


15/05/2017

A União Geral dos Trabalhadores em Sergipe (UGT/SE), a Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Estado de Sergipe (FECOMSE), a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio do Brasil (CNTC) e os sindicatos filiados estão em mobilização permanente contra os ataques à classe trabalhadora. “Diante da tentativa do governo federal e dos patrões de tirar cada vez mais diretos dos trabalhadores, é fundamental que todos se somem à mobilização. É necessária a força de toda a população mobilizada para barrar a retirada de direitos trabalhistas históricos e de avanços sociais conquistados nos últimos anos. Todos têm direito a uma vida digna e decente, e é por isso que lutamos”, argumenta o presidente da UGT/SE, Ronildo Almeida.

 

Ronildo Almeida diz que ele e demais dirigentes da entidade seguem esta semana para Brasília, mobilizados na busca do apoio dos senadores contra as reformas antitrabalhadores 

 

Segundo o dirigente, o momento deve ser de luta constante: a terceirização já foi sancionada pelo presidente Michel Temer; a reforma trabalhista aprovada na Câmara Federal e agora entra na pauta do Senado, numa disputa diária pela não aprovação da proposta. Integrante da direção da CNTC, Ronildo Almeida diz que ele e demais dirigentes da entidade seguem esta semana para Brasília, mobilizados na busca do apoio dos senadores contra as reformas antitrabalhadores do governo.

 

Sem aposentadoria: “Os trabalhadores e as trabalhadoras devem estar atentos e em mobilização permanente para garantir que os seus direitos não sejam retirados, para conseguir melhorias para nossas famílias, para garantir um trabalho digno e a manutenção das conquistas sociais.”

 

Para completar, aponta Ronildo Almeida, querem mexer também na Previdência Social, que está sendo “vendida” como uma instituição falida, o que não é verdade “A conversa passada para o povo que a Previdência não poderá pagar as aposentadorias num futuro próximo tem como contraponto estudos que mostram justamente o contrário. Ou seja: o governo mente e engana, escondendo a real situação da Previdência Social”, avalia.

 

Força popular: O dirigente retoma a greve geral do dia 28 de abril, quando a população mandou seu recado para os patrões, o governo ilegítimo de Michel Temer e os parlamentares que neste momento insistem em mexer em direitos trabalhistas e previdenciários:

 

“Trabalhadores e trabalhadoras de todo o país se mobilizaram e puxaram as paralisações, que tiveram o apoio de grande parte da sociedade brasileira. Em Sergipe, as atividades pararam, e a greve geral mostrou a força das categorias organizadas, dos trabalhadores do comércio e serviços, dos movimentos sociais, da população. Demos o nosso recado, em alto e bom tom: não aceitaremos esse massacre diário, tanta humilhação e desrespeito; não deixaremos serem tirados todos os nossos direitos trabalhistas e sociais, conquistados em anos de lutas – e com a perda de muitas vidas na caminhada.”

 


Categorizado em: Geral, UGT - Sergipe,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.