UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Proposta da TIM para o Acordo Coletivo divide os trabalhadores e SINTTEL-SC quer mudanças


25/10/2021

A TIM apresentou uma proposta para o Acordo Coletivo 2021/2022 toda desequilibrada e que divide os trabalhadores.
A proposta parece uma “Torre de Babel”: confusa e desalinhada. Vejamos a seguir, uma pequena análise.
• A proposta é injusta, pois propõe o reajuste do Auxílio Alimentação só em maio/22, ou seja, 32 MESES após o último aumento que foi em setembro/2019.
• A proposta oferece aos trabalhadores administrativos e managers um reajuste de 6%, o que significa 57,5% da inflação. O que já é ruim fica ainda pior, pois a empresa propõe aplicar este reajuste apenas em maio/2022.
• O abono proposto para o pagamento é limitado a R$ 8 mil, prejudicando uma boa camada de trabalhadores.
• A empresa também propõe a alteração do target do Programa de Participação nos Resultados, do PPR 2022 de 2,6 salários para apenas os administrativos e managers. Para os trabalhadores de lojas e call center manteria os 2,3 salários, descaracterizando o modelo isonômico em termos de salários, como é atualmente.
• A empresa propõe um reajuste de 17,64% no Auxílio Alimentação para administrativos e managers, excluindo call center, lojas e jovens aprendizes deste reajuste, oferecendo para os mesmos, 10,42%.
O SINTTEL-SC recusou a proposta por entender que os trabalhadores da TIM devem ser reconhecidos e valorizados por tudo o que têm feito pela empresa, desde o início da pandemia.
E, na verdade, o que está ocorrendo é justamente o contrário. Estão dividindo os trabalhadores em 1ª e 2ª categoria. Ora prejudica um grupo, ora prejudica outro grupo.
A diretoria do Sindicato espera que a TIM tenha sensibilidade e retome as negociações para encontrarmos um equilíbrio e que os trabalhadores não tenham o sentimento de perdas econômicas e também de perdas motivacionais, pois o que não agrega, destrói.
Conheça a proposta rejeitada pelo SINTTEL-SC
• Reajuste salarial de 10,42% para o pessoal de lojas e teleatendimento em dezembro de 2021.
• Reajuste salarial de 6% para os demais salários em maio de 2022 — somente daqui a nove meses, quando deveria ser em set/21.
• Abono de um salário nominal em novembro de 2021 para todos, com teto de R$ 8 mil.
Benefícios
 
• Reajuste só em maio de 2022.
• Trabalhadores no Call Center – CRI-IV e atendentes especializados, inclusive supervisores  e Lojas (todos os trabalhadores, inclusive gerentes):
• Vale alimentação — 10, 42%
• Creche — 10,91%
• PNE — 12,30%
• Ajuda de Custo do Home Office — 12,50%
Para os Executivos sênior, Managers e Administrativos em geral 
• Vale alimentação —17,64%
• Creche — 10,91%
• PNE — 12,30%
• Ajuda de Custo do Home Office — 12,50%
• Auxílio reembolso medicamentos em rede credenciada – R$ 200,00 para o grupo familiar (titular e dependentes do plano de saúde). Assim definidos — 60% para a compra de remédios para doenças crônicas, saúde mental, e planejamento familiar e 20% para antibióticos, anti-inflamatórios, Gastro e demais patologias.
Trabalhadores transferidos para a Fiberco
 
A empresa garante na sua proposta todos os direitos e benefícios do Acordo Coletivo de trabalho e do Programa de Participação nos Rsultados (PPR) aos trabalhadores da Tim SA que forem transferidos para a Fiberco.
Filie-se ao SINTTEL-SC, juntos somos mais fortes!
https://www.sinttel-sc.com.br/sindicalize-se/



logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Formosa, 367 - 4º andar - Centro - São Paulo/SP - 01049-911 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2021 Todos os direitos reservados.